Diese Webseite verwendet Cookies. Durch die Nutzung der Webseite stimmen Sie der Verwendung von Cookies zu.
Weitere Informationen zu Cookies erhalten Sie in der Datenschutzerklärung.

Associação para o Apoio e Acompanhamento de Jovens em Portugal

Time Out

Considerações gerais
Grupo-alvo
Objectivos
Plano de assistência
Oferta adicional Trotzdem e.V.


Considerações gerais

A oferta destina-se a crianças/jovens que, em virtude da sua estranheza, não devem permanecer no enquadramento de vida que tiveram até então ou para os quais é necessária uma solução transitória no âmbito de um alojamento estacionário. A estada no projecto em Portugal, limitada no tempo, é de três meses no máximo e pretende conduzir a uma «normalização da conduta», através de um ambiente estéril, bem como do programa pedagógico específico. Prepara-se uma recomendação para a assistência/perspectiva subsequente com todos os intervenientes e, em conciliação com o Serviço de Apoio a Crianças e Jovens e com os encarregados de educação, a transformação correspondente é iniciada e moldada.
No conjunto, a oferta confere tempo e espaço para um plano educativo pormenorizado e para encontrar deste modo uma forma de assistência adequada.


Grupo-alvo

O projecto «Time-Out» é concebido para crianças e jovens entre aprox. 12 e 21 anos que se encontram numa crise ou numa situação para a qual não parece haver saída e são afectados por dificuldades pessoais, familiares ou sociais ou com os quais a assistência e as intervenções já instauradas em instalações estacionárias deixaram de produzir efeito.


Objectivos

O objectivo do projecto «Time-Out» é libertar as crianças e os jovens de um ambiente socialmente tenso/de uma situação de crise aguda durante um período de tempo limitado (3 meses, no máximo), alojando-os num ambiente estéril, de forma a tratar a crise num contexto desprovido de carga. Para isso dispõem de duas quintas ocupadas de forma pedagógica, bem como de 4 lugares no projecto em famílias especializadas.
Os objectivos específicos do trabalho pedagógico com as crianças/os jovens durante a sua estadia em Portugal são os seguintes:

  • Tranquilizar-se, adquirir distância interior
  • Paragem/Interrupção de comportamentos e padrões de interacção inconvenientes
  • Aprender a lidar com a situação originada (Reflexão sobre as razões do Time Out, dissolução de relações problemáticas)
  • Desenvolvimento de abordagens para modelos de acção alternativos, socialmente aceites
  • Ter consciência de si próprio/vivenciar num contexto de supervisão alterado
  • Seguir uma programação diária estruturada e assumir a responsabilidade em contexto de trabalho
  • Aceitar as autoridades
  • Desenvolvimento de recursos, perspectivas, soluções
  • Diagnóstico pedagógico-social
  • Desenvolvimento de noções concretas/sugestões para a organização da vida futura (Desenvolvimento de uma proposta de assistência subsequente)

 

Plano de assistência

1. Preparação/contacto

  • Contacto com os jovens,
  • Preparação do Time-Out, (Contexto individual ou de grupo)
  • Recolha e recepção da criança/do jovem pela equipa Progresso


2. Fase de assistência
time-out-1Na base do trabalho em Portugal está uma clara e inequívoca estrutura quotidiana que proporciona aos jovens as condições prévias para que possam respeitar as autoridades, as regras e as obrigações.
time-out-2O dia inicia-se às 8 horas com um pequeno-almoço conjunto. Regra geral, as refeições decorrem em conjunto e em horários definidos. Durante o dia os projectos de trabalho, desporto e domésticos claramente definidos permitem adquirir experiências de vida práticas, através das quais as crianças/os jovens desenvolvem capacidades de trabalho manual, por exemplo, e exercitam a resistência, bem como as condições físicas. No âmbito da responsabilidade pedagógica e controlo do pessoal da assistência, assim como da transparência das regras, os jovens adultos organizam e responsabilizam-se por áreas importantes do dia-a-dia de forma independente. Tal acontece, por exemplo, relativamente à limpeza do próprio quarto, dos espaços comuns, do terreno exterior e das suas roupas, aos cuidados com os animais, o jardim e as plantas, bem como à preparação das refeições.
time-out-3
No início da estadia em Portugal são elaborados e fixados por escrito objectivos individuais e realistas para o projecto «Time-Out» e para o futuro, bem como os passos necessários para os atingir, em conjunto com a criança/o jovem. Os objectivos e a conduta do quotidiano são objecto de reflexão em conversas de grupo semanais. Todos têm como tarefa escrever sobre o seu percurso de vida desde o começo. Essas redacções serão debatidas a par e passo em reuniões individuais com um pedagogo.
time-out-4
Um outro componente importante nos locais do projecto é o trabalho com os animais (cavalos, cães, gatos, galinhas), com os quais as crianças/os jovens podem aprender a assumir a responsabilidade por um outro ser vivo. Dado que a relação entre Homem e cavalo apenas funciona na base do respeito e da confiança, o jovem tem de adquirir ambas as características, a fim de desenvolver uma relação positiva com o animal.


3. Avaliação e recomendação
Em Portugal é elaborado um diagnóstico pedagógico-social após um período de trabalho de 8 semanas e é dada uma recomendação relativamente à assistência subsequente.


4. Regresso
A criança/o jovem é sempre acompanhado no regresso à sua pátria.


Oferta adicional Trotzdem e. V.

Paralelamente ao projecto «Time-Out» em Portugal, a Trotzdem e. V., juntamente com a família ou o sistema de referência dos jovens na Alemanha, leva a cabo um trabalho de clarificação relativamente às causas e aos efeitos dos comportamentos problemáticos, dos recursos e das soluções, através de dois terapeutas da família em co-equipa, num trabalho de visita ambulatório. Com métodos de aconselhamento/terapia da família sistémicos (referentes a trabalho de genonomia, análise de recursos, trabalho de esculturas, mapa de redes, cronologia da família, análise do ponto de transição, apresentação de soluções, etc.) os factores desencadeantes de crise, os recursos, as possibilidades de integração e desenvolvimento do sistema de origem são analisados.


Os objectivos relativos a este ponto são:

  • Desenvolvimento de eventos, estruturas, padrões e dinâmicas básicos que determinam o comportamento e a situação actual e específica da criança/do jovem, (regras familiares, tarefas conscientes/instintivas, importantes eventos biográficos, distribuição de papéis, etc.) significativos para uma visão de diagnóstico sobre o comportamento e o desenvolvimento de acontecimentos críticos e que desempenham um papel importante no desenvolvimento de uma perspectiva adequada
  • Análise de redes, descoberta de pessoas, contextos, factores que possam desempenhar um papel positivo e ser úteis na elaboração de uma boa solução para a continuação do desenvolvimento da criança/do jovem
  • Desenvolvimento de uma avaliação relativa às capacidades de ligação e de estabilização num dado contexto
  • Desenvolvimento de uma avaliação relativa às pessoas de referência (pais, educadores, outros) quanto à disponibilidade para a mudança, prontidão na aceitação de ajuda e colaboração em ofertas de apoio estabilizantes e relevantes enquanto soluções
  • Feedback dos resultados do trabalho com a criança/o jovem em Portugal e continuação desse trabalho


Em estreita cooperação entre os colaboradores da Progresso e da Trotzdem e. V., são assegurados os seguintes objectivos:

  • Análise das informações recolhidas
  • Elaboração de um relatório de diagnóstico abrangente
  • Desenvolvimento de uma proposta para a organização da vida após o Time-Out em conjunto com a criança/o jovem, o Serviço de Apoio a Crianças e Jovens e os pais/o sistema de referência
  • Preparação do regresso da criança/do jovem

Aquando da compilação dos resultados do diagnóstico do sistema de origem na Alemanha, será elaborada uma recomendação relativa à assistência subsequente. O incumbente recebe um relatório de diagnóstico declarativo onde são resumidos os resultados escritos do trabalho com a criança/o jovem em Portugal e com o sistema de origem na Alemanha.
A Trotzdem e. V. presta adicionalmente assistência no regresso ao sistema de origem, transição para outros locais ou na emancipação.

[acima]